Definido reajuste médio de 10,5% para o Piso Estadual em 2022

Fechado o acordo na segunda rodada de negociação, assinatura da Minuta de Acordo ficou marcada para esta quinta-feira, dia 13 de janeiro
A segunda rodada de negociação entre representantes dos trabalhadores e empresários catarinenses, realizada nesta terça, 12/01, terminou em acordo para o reajuste das 4 faixas do Piso Salarial Estadual em 10,5% em média.
Os valores ficaram assim estabelecidos:
1ª faixa R$ 1.416,00;
2ª faixa R$ 1.468,00;
3ª faixa R$ 1.551,00 e;
4ª faixa R$ 1.621,00.
Este é o segundo ano que o acordo fecha já na segunda rodada de negociação. O coordenador sindical do DIEESE e diretor da FECESC, Ivo Castanheira, acredita que este é um sinal de amadurecimento entre os negociadores. “Estamos no 12º ano de negociação para atualizar os valores do Piso. Nestes anos todos, nosso objetivo sempre foi a valorização, com ganho real para os trabalhadores. Este ano não foi diferente, garantimos a reposição com base no INPC e mais aumento real, apesar de termos ficado aquém do nosso desejado. Foi o acordo possível e agora é garantirmos celeridade junto ao governo do estado e à Assembleia Legislativa”, afirmou Castanheira.
Todos os anos, após o acordo firmado entre trabalhadores e empresários, a minuta é entregue ao governador do estado, que encaminha um Projeto de Lei à ALESC, onde o trâmite passa por três Comissões legislativas e é votado em Plenário. Uma vez aprovada, a Lei é publicada no Diário Oficial e a partir de então fica devido a todos os trabalhadores em solo catarinense que recebem o Piso o repasse dos valores a partir de 1º de janeiro de 2022.
A agilidade na aprovação e aplicação é fundamental diante do processo inflacionário para que os trabalhadores não tenham mais perda do poder de compra, ressalta Nicolau de Almeida, assessor da CSB.
Categorias que pertencem a cada faixa salarial
Primeira faixa:
na agricultura e na pecuária;
nas indústrias extrativas e beneficiamento
Em empresas de pesca e aquicultura
empregados domésticos
em turismo e hospitalidade; (Redação da alínea revogada pela LPC 551/11).
nas indústrias da construção civil;
nas indústrias de instrumentos musicais e brinquedos;
em estabelecimentos hípicos;
empregados motociclistas, motoboys, e do transporte em geral, com exceção dos motoristas.
Segunda faixa:
nas indústrias do vestuário e calçado;
nas indústrias de fiação e tecelagem;
nas indústrias de artefatos de couro;
nas indústrias do papel, papelão e cortiça;
em empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas;
empregados da administração das empresas proprietárias de jornais e revistas;
empregados em empresas de comunicações e telemarketing; e
nas indústrias do mobiliário.
Terceira faixa:
nas indústrias químicas e farmacêuticas;
nas indústrias cinematográficas;
nas indústrias da alimentação;
empregados no comércio em geral;
empregados de agentes autônomos do comércio.
Quarta faixa:
nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico;
nas indústrias gráficas;
nas indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana;
nas indústrias de artefatos de borracha;
em empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito;
em edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares, em turismo e hospitalidade;
nas indústrias de joalheria e lapidação de pedras preciosas;
auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino);
empregados em estabelecimento de cultura;
empregados em processamento de dados;
empregados motoristas do transporte em geral;
empregados em estabelecimentos de serviços de saúde.
Lembramos que em dezembro nós, do Sindicato dos Comerciários, fechamos nossa Convenção Coletiva 2021/2022, válida para os trabalhadores do comércio de Tubarão e região, com um Piso Salarial de R$ 1.560,00.
O reajuste do piso estadual da classe trabalhadora mostra a dedicação e a força do movimento sindical. Prova de que, juntos, somos sempre mais fortes!
Fonte: Fecesc, 12 de janeiro de 2022