Vitória dos trabalhadores

Através de medidas judiciais, sindicato impede lojas de abrirem no feriado de Sete de Setembro.
Uma iniciativa do governo federal incentivou empresas a abrirem suas portas durante o feriado de Sete de Setembro (na verdade, ao longo de toda a semana), num programa nomeado Semana Patriótica.
O que deveria parecer uma atitude nacionalista, para «inflar» as vendas no comércio, apenas destacou o empenho governamental em submeter o trabalhador brasileiro à cobiça dos patrões.
A chamada Black Friday brasileira, pensada nos moldes da americana, nada mais é do que um arremedo da original. Parece até uma piada de mau gosto utilizarem o termo patriótico para definir um programa copiado dos Estados Unidos.
A tal Semana Patriótica, na realidade, foi mais uma desculpa para fazer com que os trabalhadores não pudessem usufruir do pouco descanso que lhes é reservado. Sendo assim, o Sindicato dos Comerciários ajuizou ações contra esta atitude gananciosa e desnecessária e obteve vitória, permitindo que os trabalhadores do comércio pudessem, de fato, comemorar nossa suposta «independência».